domingo, 24 de novembro de 2013

Jesus no evangelho de João

 Cristo segundo são João

Paulo da Costa


     
         O Cristo anunciado por João em seus relatos no evangelho por ele escrito apresenta como Logo (verbo) que desde sempre estava junto ao Deus (pai) e com ele tudo foi criado e o verbo era Deus. Ouve um homem enviado por Deus que se chamava João Batista (que veio dar testemunho da Luz) que convidava conversão e a penitência, anunciando a vinda do cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 29). Ao ser batizado e por essa ação, se manifesta e se confirma toda a missão salvifica de Jesus junto à humanidade, prometido desde os primórdio e anunciado por seus profetas. Jesus é a Luz que veio ao mundo, o verbo divino que se fez carne, mas o mundo não o reconheceu, veio para o que era seus e seus o não reconheceram.

         Cristo muita das vezes era incompreendido e muitos se escandalizavam com a sua novidade (boa nova) que chamava Deus de Pai e que veio junto do Pai, e que esse mesmo Pai o enviou ao mundo não para julgar, mas para salvar por seu intermédio, também por certas atitudes que iam contra os preceitos judeus de curar aos sábados e de perdoar os pecados. Cristo declarava abertamente as multidões que todo aquele nele crer não pereceria e teria a vida eterna (Jo 3, 16). Jesus apresentado no evangelho de João manifesta alguns sinais que tinha como objetivo glorificar as obras de Deus (Jo 9, 3) e que no decorrer de todo o evangelho se apresenta através de 7 sinais (Bodas de Caná; Cura do filho do Oficial Régio; Cura do Paralitico; Multiplicação de pães e peixes; Jesus caminha sobre o mar da galileia; cura do cego; Ressurreição de Lázaro).

         Jesus durante o evangelho é logo identificado como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, isso mostra claramente qual era a sua missão, ser aquele que salvara a humanidade por intermédio de sua expiação que o levou a uma morte de cruz. Ele mesmo convida a todos a entrar em comunhão consigo mesmo quando se denomina o Pão do céu na qual todos que comerem e beberem seu sangue terá parte com Ele. E sendo Cristo a luz, o caminho e a vida ele se apresenta como porta das ovelhas como também o bom Pastor que dar a própria vida pelas as suas ovelhas. Mas para fazer parte com Cristo, devem o seguir, guardar sua palavra em seus corações. Ele deixa claro que para os que os segue devem carregar a sua própria cruz.

         Compreender para seguir fielmente o discipulado de Jesus como foi didaticamente apresentado no decorrer de todo o texto de João, que convida a seguir carregando a sua cruz, mostrando que o servo não é maior do que seu senhor, que uns aos outros devem se ajudar e servir como o Mestre Jesus ensinou na santa ceia ao lavar seus pés, mas é fundamental beber da água viva na qual nunca terá sede e que jorrará como fonte dentro de si, essa água viva é a boa nova de Cristo, que leva realmente á nascer do espírito, inspirando sempre pelas coisas do alto, guiado pelo seu Santo Espírito prometido e confirmado posteriormente a seus discípulos. Jesus com a sua ressurreição nos convida a segui-lo numa nova vida em Cristo, anunciando e testemunhando (vivendo) tudo aquilo que ensinou até o fim do mundo (tempos).


Pax!