sábado, 22 de agosto de 2015

Reflexão Casual XXXV



“Um fato muito corriqueiro de nossa sociedade que se manifesta em varias esferas, no trabalho, escolas e faculdades, como também nas próprias Igrejas e diversos grupos sociais. São pessoas carentes e sem amor próprio, que buscam migalhas em qualquer lugar... Sem senso critico, jamais terão autonomia e muito menos amor próprio, sendo arrastadas e manipuladas por toda vida por pessoas de má índole que não tem nenhuma consideração por seu semelhante. Eles, os lobos (transvertidos de ovelhinhas), percebendo que a própria pessoa não se dá o valor, pisam, humilham, exploram e abusam de todas as formas para os seus próprios interesses e seus bel-prazeres, porque além de gananciosos são também sádicos, e os infelizes que se prestam a essas situações e não ousam em querer reagir, estarão fadado a serem tratados como dejetos humanos por toda sua miserável vida.”

Paulinopax

sábado, 8 de agosto de 2015

Pentecostais = Carismáticos ???

Pentecostalismo: Protestante e Católico III


Paulo da Costa Paiva


            É muito comum nos cultos pentecostais, e missas carismáticas com muitas músicas e batidas fortes e constantes, como também a forte persuasão direcionada voluntariamente ou involuntariamente pelo ministro (Pastor, Padre ou qualquer pessoas que esteja a frente) levar as pessoas a um estado de transe, normalmente existem pessoas mais sensíveis a essa situações e alguns podem chegar ao estado de despersonalização (possessão imaginaria) com crises de histerias (Glossolalia, desmaios, convulsões, extrema euforia e possessão etc.), pois todo esse contexto leva a uma situação de pré-hipnótico ou hipnótico deixando as pessoas no estado de vulnerabilidade, no controle total nas mãos do Ministro que quase sempre conhece a técnica de hipnotismo, agindo de forma tendenciosa para seus próprios interesses (ideológicos)  ou pior ainda, de ao ponto inescrupuloso de se beneficiar de forma criminosa (poder, prazer e posses), mas as vezes pode acontecer por pura ignorância e devem esses grupos e igrejas serem esclarecida sobre esses exageros que podem levar a estado psicóticos de extrema loucuras deixando seqüelas por resto da vida.

            Infelizmente as coisas estão chegando a situações bizarras principalmente por parte das Igrejas neo-pentecostais, que fazem tudo de forma bem articulada, se utilizando de forma descarada de puro espetáculo de hipnotismo, baseando-se em fragmento bíblico totalmente fora de contexto e bastante tendenciosa, criando falsas expectativas nos fieis que somente eles (pastores) é que realmente se beneficiam e a grande massas de fieis se contentam com falsas curas de falsas doenças que na maioria dos casos, foram causada pelo o emocional (traumas e carências), e se iludem ao ser curada, não pelo pastor ou padre, mas pela sua fé  ou no efeito placebo (através da sugestão).  Atualmente estão apelando para as cirurgias espirituais que antes eram abomináveis, como qualquer atividade espírita que eram consideradas coisas diabólicas, mas foi incorporada nos cultos evangélicos neo-pentecostais no grande espetáculo de horrores, muito pastores estão fazendo falsas cirurgias espirituais tirando tumores, edemas e até trabalhos de bruxarias dentro dos corpos do fieis, mas não passa de um truque antigo já desmascarado pela própria ciência.

Repouso no Espirito???
            Já na Igreja católica existiu o bom senso por parte dos pastores (Bispos), vendo os riscos, mesmo que remota de alguns exageros do movimento que poderiam levar as situações bizarras, se mantendo sempre atento a tudo o que estiver acontecendo. No ano de 1994 a CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil apresentou as orientações pastorais sobre a renovação carismática católica, para o crescimento da comunhão e do ardor missionário das comunidades carismáticas em unidade com Cristo e sua Igreja pelo o Espírito que santifica, mostrando que é possível o movimento que arrasta multidões e principalmente os jovens a uma vida de oração e fraternidade direcionada pelo Espírito santo com seu carisma na manifestação dos dons do Espírito.  Conclui-se então que todos os movimentos espiritualistas que surgem independentemente de onde se originou, vêm com uma boa intenção, renovar e remexer com aquilo que estava parado, morno ou frio. O ser humano é um ser transcendente que precisa e sente falta de algo mais concreto que o aproxima de Deus (transcendental), mas esse buscar a Deus pode se tornar algo muito perigoso beirando a loucura quando se deixa levar exclusivamente pelo o emocional que cega e desnorteia o afastando de Deus de sua própria razão. A experiência profunda e verdadeira com o divino é sutil e muito branda, caminhando sempre com a razão, o bom senso e o discernimento entre bem e do mal, basta lembrar de como o profeta Elias encontrou a Deus no alto de um monte: “... Foi então que veio o murmúrio de uma brisa suave, Deus estava na brisa suave...” (1Rs 19,13).





Paz e Bem!


______________________________________________________________________

Fontes :

O avivamento de Gales -
Reavivamento da Rua Azusa -
Pentecostalismo -
Renovação Carismática Católica -
Os Pentecostais, os Neo-Pentecostais,os Carismáticos -
Orientações Pastorais Sobre a Renovação carismática católica -
As experiências religiosas sob o enfoque da hipnose e da  Parapsicologia -
Lista de videos - Nos engodos do engano -

sábado, 1 de agosto de 2015

O desenrolar na história do Pentecostalismo

Pentecostalismo: Protestante e Católico II


Paulo da Costa Paiva


                                                                                              
            A renovação carismática católica surgiu a partir do concilio Vaticano II nos meados da década de 60, através de um retiro espiritual de alguns jovens católicos nortes americanos da Universidade de Duquesne que se reuniam para rezarem e discutirem sobre a respeito da fé, se dedicando a uma vida de atividade apostólica, mas que ainda se sentiam insatisfeito com a suas experiências religiosas. Muito determinado pediam em oração que o Espírito santo se manifestasse neles, e nesse anseio de buscar uma experiência mais profunda com Santo espírito foram ao encontro de um sacerdote protestante anglicano que os direcionaram a uma reunião periódica de oração pentecostal, onde foram batizados no espírito santo e receberam o dom de línguas e a partir de então promoveram retiros e pregações pelo mundo todo. Esse fato mostra claramente um movimento surgido por influência do pentecostalismo protestante, por mais que muitos não reconheçam por pura ignorância ou por não quererem aceitar os fatos como realmente são.

            Dizem que sua origem veio baseado nas escrituras sagradas relacionado a vinda do Espírito santo vivenciado pelos discípulos e apóstolos de Cristo no dia de pentecoste (festa da colheita para os judeus). Mas por ai já se percebem o primeiro erro lamentável por parte dos carismáticos, as línguas que os seguidores de Jesus falavam poderia ser estranha para eles ao rezarem, mas eram claramente compreendida pelos judeus de outras nações que ouviam as maravilhas de Deus em suas línguas materna (At 2, 5-12), já na oração em línguas que ocorre no movimento carismático é algo totalmente incompreendido se tornado não semelhante ao pentecoste bíblico mas ao outra passagem do antigo testamento que relata sobre a torre de babel(Gn 11,7) onde cada um falava uma língua mas que ninguém entendia. A oração em língua como os carismáticos católicos rezam É o mesmo que os protestantes pentecostais rezam há muito tempo (109 anos aproximadamente), também ambos falam de batismo do Espírito Santo que depois foi mudado essa expressão entre os católicos para efusão do Espírito Santo.

Sons ininteligíveis???
            Esse fenômeno que é chamado por muitos pentecostais e carismáticos de dons de língua, é conhecido no meio cientifico como glossolalia que é uma "expressão êxtases" de proferir sons ininteligíveis que se parece com linguagem enquanto em um estado de transe, são pronuncias sem sentido ou de tradução impossível de se compreender tornando totalmente diferente da xenoglossia que é a capacidade de falar fluentemente em uma língua nunca anteriormente aprendida, isso é o que ocorreu junto aos Apóstolos e discípulos de Jesus no dia de pentecoste em Jerusalém. A glossolalia é um fenômeno muito comum em diversas religiões pelo mundo, que facilmente é aprendido pela imitação e que nem sempre precisa está em estado de transe. Mas na época de Paulo já existia esse problemas motivado pela euforia que levava a histeria: "Assim também, se falando uma língua, não fizerdes um discurso bem inteligível, como se entenderá o que dizeis? Falareis ao vento." (I cor. 19, 9).





Continua...




Paz e Bem!