sábado, 26 de outubro de 2013

Alexandria - Conflitos em nome de Deus

Os cristãos de Alexandria

Paulo da Costa


         No século IV  a. C , em Alexandria (região egípcia) havia uma cidade altamente rica em culturas mas que passou por diversos conflitos em todo seu decorrer histórico. Esse período especifico mostra um grande conflito cultural e religioso, sendo motivada por  ser uma cidade com uma diversidade de povos com suas identidades especificas que consequentemente surgiram divergências e que posteriormente causaram conflitos violentos. Entre os conflitos se destacam principalmente motivados pelos cristãos, que de oprimido e perseguidos posteriormente, se tornaram religião oficial de Roma, onde algumas facções mais fundamentalistas e oportunistas tornaram-se opressores e perseguidores de diversos credos, e em Alexandria não seria diferente  agindo dessa forma contra os povos pagãos (politeísta-tutores da biblioteca de Alexandria) como também contra os judeus mostrando de forma explicita o anti-semitismo.

         Infelizmente era um período crítico e bastante complexo, onde havia uma grande adesão dos povos mais simples e excluídos pela sociedade, sendo então acolhidos pelo cristianismo que fortalecia uma esperança a muitos que estavam sem norte e desmotivados para viver. O cristianismo dava uma motivação através das promessas de Cristo de eternidade no paraíso junto de toda corte celeste. Um ponto forte que arrastavam multidão eram o testemunho de  fé e de caridade onde eram assistido pelos cristãos (doentes,  enfermos, idosos e crianças ) mas não eram tão bem catequizado sendo que naquele período o magistério da Igreja estava em formação, pois nesse época já se combatiam as primeiras heresias que consequentente se fundamentava e   fortalecia a doutrina cristã. Então nesse contexto existia poucas informação e muita força de vontade dos que aderiam ao cristianismo caindo em um grande mal que seria o fundamentalismo religioso, principalmente de alguns seus dirigentes.

         Pode ser que a intenção seria de zelo as palavras sagradas e missão direcionado de Cristo aos seus discípulos, mas esse zelo excessivo fazia o próprio cristianismo entra em contradição em sua praxidade causando morte de muitos que até  poderia ser catequizado se realmente estivesse vivendo o cristianismo de seu mestre Jesus, mas não se pode esquecer da ferramenta politica que se tornou a nova religião oficial de Roma sofrendo forte influência de seu imperador que se envolvia diretamente nas questões religiosas e politica da Igreja,  muitos aderiram ao cristianismo não de coração mas por interesse particulares e dessa forma manchando a história cristã por um longo período da história. Não se pode deixa de mencionar que os conflitos religiosos de diversos credo e povos sempre ouve desde os primórdio da humanidade onde prevalecia a força e intolerância que na maioria das vezes entrava em contradição com seus próprios credos justificando as mortes em nome de seus deuses e infelizmente muitos que eram perseguidos também foram perseguidores em certos períodos que tarda até a atualidade em algumas localidades do nosso planeta.

Pax!

Nenhum comentário:

Postar um comentário