sábado, 23 de janeiro de 2016

Todos nós temos potencialidades...

O Despertar da Alma II

Paulo da Costa Paiva,OFS


            Todos nós temos potencialidades que se necessitam desenvolver, se possível plenamente, pois somente assim nos realizaremos em nossa totalidade. Muitas frustrações da vida estão em não pode ser realizar plenamente, por se sentir incompleto e vazio, por mais que tenha todas as riquezas que mundo possa oferecer. O ser humano precisa se conhecer estar em sintonia com a sua essência para poder caminhar para sua realização, e isso não é exclusivamente individual, pois se faz necessário o outro, e para isso, é importante a interação (convivência) para desenvolver nossa potencialidade, porque somente diante dos contratempos, desafios (tristezas e dor) como também nas realizações e confraternizações que podemos amadurecer nossas almas. Cada um de nós têm habilidades especificas latente que precisam ser descoberta para o nosso bem e para o bem de todos, pois quando temos um talento não é somente para nós, mas para toda a comunidade se beneficiar.

            Ninguém se torna medico, professor, advogado ou outro profissional para si, mas para o outro que necessita de suas habilidades para superar as suas deficiências. Então tanto aquele que contribuí como aquele que é beneficiado se realiza por sua utilidade em beneficio do bem comum, mas infelizmente muitos não acertam nas suas opções se tornando maus profissionais, maus padres e religiosos, mergulhados nas suas frustrações que os tornam pessoas amargas e mal amadas. Muitos permanecem na sua amargura envenenando os outros que de certa forma inconscientemente se torna um pedido de ajuda ou de desabafo de tanta infelicidade, por não conseguirem por conta própria se libertar desse pesadíssimo fardo que o mata pouco a pouco, tudo causado por uma precipitada escolha, um mau discernimento e pela incapacidade de recomeçar se tornando infeliz e consequentemente fazendo o outro infeliz.

            As potencialidades não se resumem ao serviço profissional, mas os talentos se manifestam em diversas realidades, como nas artes, ciências, filosofias, espiritualidades e muito mais. No que se refere à espiritualidade, mas precisamente ao cristianismo, todos nós somos chamados a realizar nossa missão, recebemos talentos para beneficiar o bem comum que consequentemente nos beneficiamos por nos sentimos útil, ao fazermos o bem ao nosso semelhante nos tornando pessoas realizadas. Para nos tornamos essas pessoas realizadas não é nada fácil, devemos nos conhecer bem para descobrir a nossa vocação, mas não é nada impossível, aliais é acessível o tempo todo desde sempre em nossa existência, para isso se deve silenciar ouvir a voz de Deus que se faz presente dentro de nós. Como foi falado no inicio do texto é necessário ir ao deserto interior passar por todo processo de maturação espiritual (transcendente) para se der o passo inicial de nossa missão, assim aconteceu com os profetas do antigo testamento, como também foi com João Batista e o Nosso Senhor Jesus Cristo todos foram ao deserto.

Continua...


Paz e Bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário