sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Os Menores Esquecidos

Observações Lamentáveis

Paulo da Costa
Foto: http://www.ladobi.com/2014/12/hostilizado-douglas-teo
/
" Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer. E estes irão para o castigo eterno, e os justos, para a vida eterna."  (Mt 25, 46)

            Nas convivências pelas Igrejas e paróquias por onde andei, nas conversas com amigos confidentes e nas vivências pastorais no decorrer dos anos, observei como é lamentável o contra testemunho de muitos que se dizem cristãos, que batem no peito e dizem que Cristo é o seu Senhor, mas fazem tudo totalmente diferente do seu mestre. Quantas reuniões entre irmãos que começam com a oração do Pai Nosso que quando termina esquecem, e discutem com sangue no olho e ódio no coração porque esquecem o vosso reino e o bem comum, focado somente nas ambições mesquinhas de seu grupo ou pastoral, querendo que as outras que se explodam: “O que importa é o meu, o resto que se dane!”

            É lamentável o descaso e as perseguições de muitos por grupos e pastorais de menores expressões nas paróquias (Pois muitos só querem aparecer). Dizem que todo mundo pega no chifre do boi, mas somente quando está morto, pois é todos apedrejam e condenam os pequenos e fracos, invés de serem cristãos realmente no acolher e ajudar a reerguer, mas infelizmente acontece o contrario, pisam no pescoço para matar de vez. Tanta hipocrisia, verdadeiros sepulcros caiados, que da náusea ao ponto de vomitar, sem esquecer-se de alguns que se dizem consagrados (leigos, religiosos e até sacerdotes) que se envenenam com suas próprias vaidades e interesses mesquinhos, deixando o seu Senhor (Cristo Jesus) em segundo ou quem sabe mais pra traz na importância de sua vida, não querendo acompanhar os menores grupos e pastorais (imaginem os excluídos), ambicionando o glamour das pastorais mais populares.

            É muito hipocrisia, imaginem Cristo hoje entre nós como encararia alguns dos nossos lideres e dirigentes? Pois podem esperar! Esse dia vai chegar e vai ser cobrado por todos aqueles pequeninos que foram caluniados, desprezados por vós raça de cobras venenosas! Quantos dos seus irmãos são caluniados e perseguidos por sua má língua ou pior ainda por sua inveja que maltrata e destrói. Colocando fardos extremamente pesado nos ombros dos seus irmãozinhos enquanto você se embriaga nas vaidades que te afunda cada vez mais ao precipício da eternidade de dor e sofrimento, pois tudo que se planta um dia será colhido com suas conseqüências devidamente cobrado em juros dia após dia do pesar das lagrimas derramadas e dos soluços reprimidos.

Paz e Bem!

sábado, 17 de janeiro de 2015

Reflexão Casual XXVIII


“O ser humano resume a sua vida as coisas meramente efêmeras (vícios e modismo), se angustiando dia após dia com seu jeito inútil de viver. Mostrando o quão medíocre se tornou, prostrando-se diante de senhores carrascos e imaginários que sugam sua vitalidade até o ultimo suspiro de sua vida.”

Paulinopax

sábado, 3 de janeiro de 2015

Fúria Insana - 2ª Parte


Um dia de Fúria II
            Paulo da Costa

            Buscar o equilíbrio é está em harmonia com Deus e o universo, é esta ligada as coisas do alto, como se tivesse um canal entre o céu e a terra, que ultrapassa as nuvens, as estrelas e planetas nada impedindo a plenitude do amor. Mas o ser humano é inconstante cheio de altos e baixos, pois a nossa missão na terra é com muitas tribulações a partir de nós mesmo com nossos defeitos, vícios e preconceitos, como também diversas situações e conflitos causados por nossos semelhantes tão limitados como nós mesmo. Estamos em constante transformação melhorando ou acomodando-se a cada dia que se passa. E essas tribulações (Cruz) se não soubermos como enfrentarmos iremos se tornar reféns e escravos de nossas próprias misérias, se tornado depósitos dos piores tipos de pensamentos e sentimentos que possa existir de ruim na face da terra.
            Somos a maior criação de Deus, fomos criados a sua imagem e semelhança, mas só permanecemos assim quando estamos em comunhão com Deus, pois quando estamos mergulhados e totalmente atolados em nossas misérias distorcemos essa grande obra prima de Deus. Somos os únicos animais racionais da face da terra, mas nem sempre sabemos lidar com essa maquina biológica de alta complexidade podendo fazer maravilhas como grandes catástrofes, e se referido a razão, e mais precisamente aos pensamentos, somos que nem um grande gerador e receptor de energias (pensamentos) que tanto pode produzir como atrair ou dispersar bons e maus pensamentos (energias), mas quando se prende a atenção e alimenta um pensamento, essa energia é retida e multiplicada o seu potencial a proporções incalculáveis e incontroláveis a ponto de explodir através de atos violentos e irracionais.
            Para evitar a tais situações tão desastrosas é fundamental detectar seus primeiros sinais, que começa desapercebidamente de um mau sentimento que vai aumento em questão de segundo que nem uma bola de neve. Para isso ocorrer é necessário ser vigilante que nem uma sentinela, como também as virgem prudente, pois Cristo fala “vigiai e orai” para não cair em tentação, mas como ser uma pessoa prudente e autônoma de seus atos e pensamentos? Sendo uma pessoa desperta, com senso critico e uma moral e espiritualidade amadurecida, sabendo reconhecer suas misérias e virtudes para lidar com seus pensamentos e inspirações onde tem a oportunidade de perceber precocemente as inspirações e desenvolve-las com suas habilidades natas, como também identificar os maus sentimentos logo de inicio e tentar retroceder ao ponto de expulsar (aniquila) é ruim e destrutivo pensamento.
            Se identificar cedo nossas inspirações e sentimentos é possível administrar nossa vida, separando o joio do trigo. Então dificilmente terás um dia de fúria, de homem bomba que explodiu (extravasou) seus sentimentos por coisas fúteis como um bate-boca no transito ou por coisas toscas como o futebol, por exemplo, que a cada dia se torna violento e mata a cada jogo que surge causando terror nos estádio e nas ruas das grandes cidades, por diversos jovens desequilibrados e frustrados, extravasando suas frustrações ao alimentar o ódio por pessoas que não tem culpa de seus fracassos. É necessário viver em harmonia (comunhão) com o universo e o Deus Pai pelo o Filho Cristo Jesus, que o Santo Espírito nos enviou para santificar, guiando pelo discernimento que vem do alto para sermos verdadeiramente cristão (novos cristos), luz para mundo e sal para terra, promovendo a paz ao anunciarmos e vivermos concretamente a boa nova em todos os momentos de nossa vida.


Paz e Bem!